Marketing jurídico: Você precisa aderir a esta estratégia

Marketing Jurídico

Hoje em dia muitos escritórios de advocacia e advogados estão começando a conhecer o marketing jurídico e adotar suas estratégias para obter resultados.

Investir nos meios certos e na qualidade do material que você divulga é fundamental para que o seu conteúdo atraia e retenha a atenção do seu cliente.

Com o aumento exponencial de novos advogados, e a inserção da internet como principal meio de comunicação (e divulgação), o advogado precisa ter em mente que o sistema de busca na internet está diferenciado, e aquele que não estiver atualizado ficará para trás. 

Para que você ainda não conhece o marketing jurídico ou não sabe as vantagens de se adotar suas estratégias, confira as dicas abaixo.

O que é marketing jurídico

Como o próprio nome diz, é um modo de alcançar potenciais clientes, atraí-los e fazê-los se interessar pelo serviço jurídico que você está disponibiliza. 

Para conseguir tudo isso é preciso adotar estratégias, passo a passo para que o cliente, além de te conhecer, converta-se em um cliente.

Portanto, você precisa mostrar para a sua audiência que você domina a área da advocacia em que atua e o assunto que elas estão pesquisando, ou seja, se posicionar como uma autoridade, como um especialista por intermédio do conteúdo que você publica.

Construir a sua autoridade significa conquistar a confiança e a credibilidade dos leitores do seu blog e que poderão se transformar em futuros clientes do seu escritório. 

Você passa a ser referência para ele

Saber qual o conteúdo que se deve criar é muito importante. Este é um dos principais problemas que as pessoas tendem a enfrentar quando decidem por uma estratégia de marketing jurídico digital, mas não sabem ao certo quais práticas adotar.

Além do mais, é preciso saber o que escrever, qual assunto abordar e como escrever. É preciso encontrar ideias de conteúdo que serão atraentes para a sua persona.

Na verdade, criar um conteúdo relevante e atraente ao mesmo tempo pode ser bem desafiador.

Por que adotar o marketing jurídico

As pessoas pedem cada vez menos informações e indicações de advogados para amigos e parentes, passando a buscar por um profissional especializado na internet. 

Além da comodidade de poder fazer isso de qualquer dispositivo com internet na palma de suas mãos, as ferramentas de busca, como o Google, permitem segmentar o conteúdo por vários critérios e indicadores, inclusive por geolocalização.

Se uma pessoa procurar, por exemplo, “advogado especialista em direito trabalhista”, encontrará uma lista de escritórios e profissionais autônomos da região onde a pesquisa foi feita e poderá escolher o mais qualificado seguindo seus próprios critérios de seleção. 

Além disso, pode acompanhar as postagens diárias de advogados cujos temas lhe interessa, já tendo referência na hora que precisar de um, com redes usadas no dia a dia, como Facebook e Instagram.

Essa facilidade de acesso à informação modificou, inclusive, a forma como as pessoas se relacionam com você e com o seu escritório. 

Como investir em um marketing jurídico eficiente

Hoje em dia, antes de fazer o primeiro contato direto, seu cliente recorre às ferramentas de busca online para encontrar mais indícios sobre a sua atuação.

Diante desse cenário, o marketing jurídico digital se revela como um prato cheio de oportunidades para advogados autônomos e escritórios de advocacia, alguns passos são essenciais para gerar bons resultados:

Investir em relacionamentos

É a melhor maneira de se destacar no mercado. Essa máxima, conhecida e repetida por diferentes especialistas em marketing jurídico, também prevalece no meio digital. 

Atualmente, o uso estratégico das ferramentas online permite a prospecção ativa, sem ferir o código de ética, e se mostra ainda mais popular do que a tradicional aquisição de clientes por meio de indicações.

Saber que tipo de conteúdo criar

Mostrar que você possui o conhecimento, ou o ‘remédio’ para as dores dos seus clientes pode ser a melhor maneira de fazê-los confiar no seu trabalho e, para isso, a produção de conteúdo se faz tão necessária em um segmento onde existem limitações de marketing.

Na prática: se a sua área de atuação é a do Direito de Família, é possível realizar um levantamento de quais os problemas as pessoas enfrentam quando pensam em se divorciar.

  • Como será a partilha dos bens?
  • Se terá direito a receber pensão.
  • Com quem ficará a guarda dos filhos.
  • Como serão as visitas?

Estas são respostas comuns, que aumentarão as chances de algum cliente ter maior interesse por seus serviços.

Quando você passar a produzir conteúdo que ajudem o seu cliente entender todas essas informações e como resolvê-las, você conseguirá criar esse reconhecimento como autoridade perante ele..

Concluindo

Caso você esteja se perguntando o posicionamento da OAB quanto ao marketing jurídico na internet, saiba que ela permite que advogados e escritórios de advocacia estejam na internet através de sites profissionais e focados em ajudar o cliente com informações relevantes sobre o tema no qual ele é especialista.

Está mais do que comprovado que hoje as pessoas buscam na internet quando necessitam de algum tipo de serviço. E nisso também está incluso os serviços jurídicos!

Mesmo que recebam uma indicação de algum conhecido, buscarão por informações sobre o profissional online.

O mais indicado inclusive pela própria Ordem, é que advogados e escritórios de advocacia busquem agências qualificadas e especializadas para criação e acompanhamento de uma estratégia de marketing jurídico. Existem poucas no Brasil. Uma delas é a Aprimora Web, criada exclusivamente para atender advogados e escritórios de advocacia.

Comece agora mesmo a planejar suas estratégias de marketing jurídico, além disso, não hesite em investir em auxílio profissional, só assim você verá maiores resultados e terá mais chances de garantir seu sucesso profissional.

Compartilhe este conteúdo:

Lucas Belarmino

CEO da Agência Aprimora Web, especializada em criação e marketing digital para advogados e Consultor de Marketing Digital da OAB Pinheiros.